segunda-feira, março 20, 2006

"Quem me dera ter um filho" - Parte II

Então, a pedido de algumas amigas, vou hoje, apresentar mais alguns "flashes" deste livrinho:

"Tudo começou duma forma perfeitamente inocente. Eu tinha planeado: Deixava de tomar a pilula em Dezembro, tinha relações, em Janeiro ficaria grávida, teria o bébé em Setembro, em Novembro arranjaria um treinador pessoal e pelo Natal teria recuperado a figura, e o bébé teria entrado numa rotina agradável, de forma a poder pavonear-me durante a quadra festiva com a aparência da modelo "Liz Hurley"."

Amigas, como é verdade isto, eu também já tinha decidido que o melhor mês para nascer um filho seria Março, porque poderia ficar de licença até Julho e depois ia de férias em Agosto... Estava tudo planeado.

"Era inacreditável, eu não estava grávida! Tivera tanta certeza que a dilatação do meu estomago era um bebezinho a crescer dentro de mim. Ao invés, eram uns "muffins" que tinha comido. Um grande choque, pois agora tinha a dupla desilusão de não estar grávida e de me sentir culpada por ter comido os "muffins" seguindo a fantasia complacente de que estava com desejos. Bolas agora ia ter de ir para o ginásio para desinchar a minha barriga não grávida."

"Passada uma hora estávamos na cama. Bem o James estava na cama a fumar o seu cigarro pós-coito (...) enquanto eu tentava fazer o pino contra a parede.
- O que é que estás a fazer?
- O pino - disse eu ofegante
- Por alguma razão especial?
- Para que o esperma tenha mais facilidade em nadar contra a corrente.
-Estás a gozar?
-Estou com cara de que esteja a gozar? - retorqui eu. Esta brincadeira da ginástica estava a revelar-se difícil."

Pois é verdade, eu também passei por esta fase, embora não de forma não radical. Eu era só de almofada por baixo...

"Porra. Porra. Porra. Continuava a não estar grávida.Bolas. tinha certeza que estaria. Tínhamos tido relações no décimo segundo, décimo terceiro, décimo quarto e décimo quinto dias do meu ciclo para jogar pelo seguro. Que raio se passava comigo?"

"senti-me fisicamente mal disposta. Vaca sortuda. Gémeos.Seria perfeito. O que é que se passava comigo? Devia ter falta de óvulos, ou então só tinha daqueles murchos citadinos. Maldita Imogen e mais os seus enormes óvulos, cavalares, férteis e campestres."

(Isto relativamente a uma cunhada que acaba de anunciar estar grávida de gémeos).

"(...) O dia seguinte era o décimo quarto do ciclo. Rezei para que o inchaço não fosse grave e para que ele se sentisse melhor... Porque, nem que fosse preciso amarrá-lo à cama e amordaça-lo, íamos ter relações."

Bom acho que por hoje já chega, até porque o meu marido também já começa a perder a paciência comigo de andar sempre de volta do computador a escrever no blog da infertilidade. Por isso é melhor abusar.

Espero que gostem, amanhã, a saga continua.

Beijos a todas

7 comentários:

Alexandra disse...

Está demais...já me fartei de rir com as passagens desse livro! Eu tb ando assim numa fase dessas dos muffins, pois os meus ovários tb são de péssima qualidade e a barriga está inchada :-(
Um beijinho grande e continua com a saga do livro, pois estou a adorar!
Alexandra

eu.tenho.umsonho.ser.mae disse...

Bom dia!
O livro deve ser fantástico, em relação ao pino, já houve mesmo quem o fizesse, continua a postar aqui uns comentários.
Quanto ao teu marido, pede-lhe só mais um bocadinho de paciencia.
Bjs
Helena

Lita disse...

Olá,

Esse livro deve de ser mesmo engraçado.
Podes continuar a contar...

Beijinhos,
Lita

Tiquinha disse...

isto ao menos deve dar para nos rirmos a nossa custa!!!! também é preciso, eu pelo menos faço-o constantemente!!!
Continua estou a gostar!!!!

Bem Me Queres disse...

Amiga, estou a adorar! Sabes que a dica do pino já me tinha passado pela cabeça? Enfim, pensamos em cada coisa....hoje sei que nem assim, mas qd se é ignorante na matéria, tudo nos parece possível :)
Fico à espera de mais....
Beijinhos doces
Cláudia

*CC* disse...

Olá, o livro é mm bom, continuo à espera de mais.

beijocas
CC

Musa disse...

Adorei, amiga!
Revi-me em cada etapa, em cada sentimento!
Eu tb achava que is ser tudo fácil e planeei as coisas de modo a engravidar numa altura não complicada aqui no emprego! Que ingenuidade!....
Vou ter que comprar, está visto!
Muitos beijinhos (hoje mto felizes!),
Musa