quinta-feira, janeiro 25, 2007

A dupla confirmação

No dia da ecografia, ou melhor dizendo na véspera do dia marcado para fazer a ecografia, lá fomos nós ao hospital. Fomos na véspera porque o meu médico não estaria lá no dia marcado e tanto ele como eu queriamos que fosse ele a fazer aquela eco. Foi ele quem esteve presente desde o primeiro momento e só falhou uma etapa do tratamento (a transferência), continua connosco, e espero que seja ele a pôr-me os meus bebés no colo.

Quando cheguei ao hospital, para fazer a ecografia, o meu estado de espírito era um misto de sentimentos que não consigo adjectivar. Se por um lado tudo indicava que a gravidez estivesse lá, por outro lado tinha medo desses sintomas serem tão somente psicológicos e afinal tudo não passar de um grande equívoco.

O médico veio buscar-nos à porta, e a primeira coisa que me disse foi:

- A M. está mesmo com cara de grávida!

Lá fomos nós rumo à célebre "sala 5", e enquanto me despia nem sabia o que pensar. Não porque estivesse acanhada por uma vez mais ter de tirar as cuequitas e ir para a denominada "posição de ataque", porque essa posição já não me incomoda nada de tão habituada que estou.
Era o que iria ver a seguir que me incomodava.

Não o facto de ser um ou dois bebés, até porque devo dizer-vos que o coração de mãe nunca se engana, e eu sempre disse, que seriam os dois, isto apesar de o médico me ter dito que pelo valor da análise podia ser só um. Eu sempre disse: - Eu coloquei lá dois e até prova em contrário estão lá dois.

E lá estavam... Os dois.... Saquinhos pequeninos com uma luzinha a piscar. Parecia inacreditável naquela altura que "aquilo" seriam os meus futuros filhos, e pior... Que aquelas coisas tão pequeninas andavam a fazer-me sentir tão mal.

Depois das queixas (minhas claro), depois da alegria colectiva e da apreensão médica relativamente à gravidez gemelar e todos os seus riscos (que eu na altura considerei como muito pouco importantes). Marcamos uma nova ecografia para dali a 2 semanas para podermos ver a evolução dos pequenos embriões.

Não fui daquelas que chorou baba e ranho na primeira eco, e que lá viu mundos e fundos. O que vi foram apenas dois saquinhos com uma luzinha a piscar, e que em nada se pareciam com os pequenos seres em que viriam a transformar-se, a verdade é que foi muito difícil para mim vislumbrar dois bebés naqueles pequenos sacos.

As duas semanas que se seguiram foram de intensificação de sintomas, aquilo que de ínicio eram ténues marcas da indisposição e de nausea transformou-se em verdadeiras odisseias de má disposição nauseas e mal estar generalizado.

Se vos disser que até enjoei a minha casa de praia, se calhar acham exagero da minha parte, mas juro-vos que depois de vir de férias só lá voltei passados 2 meses e desde essa época só lá fui passar um fim de semana.

Acordava logo de manhã muito mal disposta, levantava-me sempre à mesma hora por causa da medicação: O Zumenon e o Utrogestan. Tinha de comer qualquer coisa, e tudo me sabia mal. Certos alimentos pura e simplesmente não conseguia sequer sentir-lhes o cheiro, quanto mais olhar para eles. Andava tão cansada e com um mal estar generalizado tão grande que não me apetecia nem sequer falar.

Quando fomos fazer a eco das 8 semanas, só me queixei. Eu que andei tantos anos para ter um filho no ventre e agora tinha a benção de ter dois. Isn't it ironic?

Nessa consulta já vim medicada com o "santo" Nausefe, que eu ingenuamente achei iria ser a chave para a resolução de tudo, mas não... Nem com Nausefe a coisa melhorava. Depois dos enjoos comecei a vomitar... De manhã, ao meio da noite... Enfim quando me apetecia, principalmente quando tinha o estomâgo vazio.

Apesar de já ter começado a trabalhar, sentia-me miseravelmente mal e confesso que muitas vezes pensei que se soubesse que era tão mau se calhar não tinha tentado, pensava alguém me podia ter avisado disto...

Claro que isto eram pensamentos "in extremis", claro que a maior parte do tempo não perdia de vista o sonho em realização, mas não posso ocultar esses pensamentos nem fingir que nunca os tive. Este foi um dos motivos pelos quais na maior parte das vezes não partilhei convosco esta minha aventura no mundo da criação humana. Sentia que de alguma forma, vocês achariam que eu era uma palerma ingrata e que vocês, as que ainda não conseguiram a realização do sonho, até dariam muita coisa para estarem no meu lugar e eis que eu só me queixava.

No seguimento desta sintomatologia, comecei a perder peso, e decidi que estava na hora de ir a uma nutricionista para ver de que forma poderia ajudar-me a comer saudavelmente dentro daqueles parcos alimentos que eu conseguia ingerir. Tinha de fazer algo, porque os Nausefes não ajudavam e eu não aguentava mais.

Digo-vos que foi das melhores coisas que fiz. Com a dieta prescrita, seguindo os horários prescritos, e com a ajuda dos Nausefes lá consegui melhorar a minha qualidade de vida, e nos dias em que até andava melhorzinha dava-me ao luxo de ficar preocupada a pensar que algo estava mal com os meus pequenos embriões, andava sempre de um sentimento ao outro, se enjoava é porque enjoava, se não enjoava é porque não enjoava e os bebés não estavam bem.

As calças continuavam abertas para não apertarem a barriga, e o sindrome do WC sempre presente.

Aos empurrões e com algum esforço lá chegou a data da ecografia das 12 semanas.

Beijos a todas

21 comentários:

Alexandra disse...

Bem, como é q tu desde a última vez q cá vim, já escreveste este testamento todo?!
Hoje estive ausente pq fui a Coimbra a uma reunião e como estou cansadita, vou para a sala, mas amanhã vou ver se ponho as leituras em dia aqui no teu blog!
Beijinhos
Alexandra

*CC* disse...

Olá,

estão a ficar lindos os teus relatos, quero mais...

Beijocas e bom fim-de-semanas
CC

cris disse...

Como é bom saber que acompanha-mos estas etapas .... o crescimento dos teus filhos desde o primeiro momento!
Estou a adorar!
Beijocas

Anokax disse...

Nem dá pa imaginar :(
Um Optimo Fim de Semana e Muitas Beijocas

amora disse...

É só para te dizer que estou a gostar mto de te ler. Deve ser um bom exercício para ti mas para nós leitoras é tb mto agradável :-) Aguardo os próximos episódios!

beijinhos e bom fds

susana pina disse...

Minha linda amiga...
Caem-me as lágrimas, e tu sabes bem porquê.
Revivi-me em cada palavra tua, excepto nos enjoos, porque fui uma "super", nunca senti um enjoo.
É uma ternura ler o teu percurso, é linda a fase da gravidez, e muito mais linda quando é imensamente desejada.
"Que saudades..."
Bjs com muita amizade
Susana

Tiquinha disse...

os teus famosos enjoos.... estou a adorar recordar tudo isto... a espera de mais...
beijocas
tica

carla disse...

Minha querida,
Passei para te desejar um óptimo fim de semana e que o aproveites da melhor maneira,e sobretudo, namora muito.
Que lindos estes teus relatos. Tenho tanto prazer de os ler, fofinha,
Muitos beijinhos doces e um xi-coração muito fofinho.
Carla

Lita disse...

Minha linda

gosto muito das tuas "memórias"!
Um grande beijinho

Lita

Anna72 disse...

Fazes bem em não esconder esses sentimentos porque eles só provam que és humana, nada mais :)

Estou a achar delicioso este relato em episódios!

Beijocas

Ana disse...

Estou a gostar muito da leitura :)

Beijocas ENORMES :***

zanita disse...

Ai miga,

Eu senti o mesmo que tu qd fiz a 1ª eco. Como é que é possivel aqueles pontos a piscar seres os nossos bebés?

Mas são e são a melhor coisa do mundo

Beijocas e bom fds

Sonia disse...

:D
Este foi o 1º relato que li, depois, resolvi ver que relatos é que já tinhas feito antes de continuar a ler.
Estou a adorar. A confirmação a mim tb foi o que mais me custou, até porque nessa eco não se via embriao , e houve a hipótese de ser uma gravidez anembrionaria... só duas semanas depois é que fiquei descansada.

beijinhos :**

Norita disse...

Bem podes não acreditar mas eu fiquei com água na boca por mais :)
Um beijinho grande e votos de bom fim de semana

Clara Sonhadora disse...

Gostei muito de ler estes pedaços tão reais da tua aventura, gostei da frontalidade com que as expuseste.

Um beijinho muito grande para ti, pq isto de ter filhos não é pêra doce, em boa verdade, mas é muito gratificante e bom, certo?

filipa disse...

Stardust,

Como eu te entendo!!!!!!!!!
Eu estou na 9ª semana e estou a passar por isso tudo, estou a sentir-me uma fraca :-(((((((

Bjs

kitty disse...

Continua a ser muito agradável ler estes teus relatos!
Espero por mais!
:)
Bom fim de semana
Beijinho

Bem Me Queres disse...

Momentos para nunca mais esquecer....
Amiga, que continue tudo a correr bem.
Bjs docinhos

YAMI disse...

uAUUUUU

aDOREI KIDA

tUDO DE BOM

PS - INDISCRITIVEL NÃO É?

YAMITA

Lita disse...

Uma boa semana e continuação de uma boa sorna!!

Lita

Angela disse...

Os teus relatos estão espetaculares !!!
Parece que estou a ouvir a minha melhor amiga (que está de 20 semanas) a falar. Ela também sofreu de enjoos assim como tu.
Beijocas grandes