quarta-feira, abril 30, 2008

Convidados

Antes de mais quero pedir desculpa pela apresentação pouco recomendável do último post, mas este blog tem vida própria como não me canso de dizer, e em alguns textos tira os espaços e junta tudo ao monte, noutros aumenta os espaços e fica como viram. Espero que hoje fique decente.

A saga vai continuar dentro de momentos, mas antes queria referir aqui, o encontro com duas amigas que ocorreu este fim de semana, uma já "habitué, e outra que ainda não conhecia. Foi um encontro agradável, embora da minha parte pouco participativo porque os gémeos não dão chance de se fazer algo que não seja dedicar-lhes toda a atenção (e ás vezes não chega). Acho que elas tiveram uma pequena percepção do que é ser mãe de duas crianças pequenas e não estranharam quando lhes disse para pensarem na hora das transferências de embriões se queria dois ou um... Gostei muito do encontrozinho, espero repetir mais vezes.

Agora vamos ao convivas do baptizado (ainda não convidei ninguém mas enfim...). Uma vez mais as minhas idéias fixas me dizem que um baptismo é uma cerimónia de família, e que não faz sentido nenhum estender aos milhentos amigos e sua prole, até porque as massarocas não são demais e teríamos não uma reunião familiar simbólica e sim uma cerimónia tipo "Karen Jardel e Felipe Gaidão" (passo a publicidade claro).

Para mim seria mais do tipo avós e tios directos, mas como existem outros familiares que viveram juntos connosco todo este processo e nunca se cansaram de nos apoiar e ainda hoje nunca esquecem os pimpolhos, será justo que se convidem.

Devo acrescentar que será mais a família da parte do A. do que da minha. Infelizmente, venho de uma família desunida, não me envergonho de dizer, que da parte da minha família directa (tios e tias), a esmagadora maioria não conhece os meus filhos, nem nunca me deu sequer um telefonema de felicitações. Não temos grandes relações, uns estão por aqui outros por ali, mas a verdade é que não me dizem absolutamente nada.

A família do A. pelo contrário, é muito unida, talvez por serem só irmãs (e do meu lado serem irmãos dos meus pais), andam sempre juntas e fazem festas a propósito de tudo e nada. Sempre estiveram comigo, e com os meus filhos. Festejaram até ás lágrimas quando engravidei, estavam sempre a visitar-me e a mandar-me coisas quando fiquei em casa, e não me largaram quando estive no hospital, choraram e fizeram promessas pelos meus filhos, para que ficassem bons.

Para mim é evidente que quero que estejam presentes no baptismo dos pipizes.

Beijos a todas

13 comentários:

PRINCIPES DO MEU REINO ! disse...

Venho aqui algumas vezes, mas acho que nunca tinha comentado.

Tb sou mãe de gémeos (dois rapazes com 3 anos e meio).. Gosto de te ler.. estou a adorar este desenrolar do Baptismo..

Fiquei curiosa.. o que se passou com o bolo do aniv. dos teus pipizes??

Beijitos
Pat

stardust disse...

Minha querida mãe dos principes, gostava muito de vos visitar, mas tens de me fazer um conviteziho para teu blog.

beijocas

Angela disse...

Aqueles que estão sempre lá, vão estar no batizado...como sempre !!!
Beijocas

PRINCIPES DO MEU REINO ! disse...

Querida Stardust,

Envia-me o teu mail para patepiratinhas@gmail.com, que eu convido Tu e os Pipizes com muito gosto!!

Joquitas
Pat

Sonia&Mi disse...

:)))
A família da Mi tb é assim, pela parte do pai é só mesmo uma tia que liga várias vezes p saber dela. O baptismo que quero fazer em Junho só vão estar presentes a família do meu lado, que se resume também a pouca gente. Somos muitos mas os mais unidos e que sempre estiveram presentes na minha vida, vão ser os convidados.

Beijocas grandes!

Nina disse...

:) Essa da transferência não era para mim, pois não?!lol! É que por aqui já não há pai...presente!lol
Quanto aos convidados do baptizado dos pipizes, tens toda a razão: nada como convidar todos os que nunca nos abadonaram!
Infelizmente eu decidi juntar, apenas, os mais íntimos, porque os restantes membros da família que sempre estiveram ao meu lado, em todas as circunstâncias da minha vida, aumentariam, grandemente, o número de pessoas. Resolvi fazer uma coisa gira, com menos gente, optando por os convidar para a festa de aniversário que decorreu no dia seguinte.
Muitos não vieram, claro...não por maldade, mas porque estavam longe.
O que interessa é que seja um dia especial!:)
Beijinhos dos 3*4...(correcção: dos 2*4...foi só para te fazer rir)
P.S: Como estão pipizes?

Susana Pina disse...

Amiguinha, compreendo-te tão bem...a minha família também é como a tua, tenho imensos primos, mas a maior parte deles nem os conheço, e os que conheço nem sequer sabemos se estão bem ou não.
O pior é que a familia do meu B. é igual, por isso como filhos unicos que somos, resta-nos unicamente as nossas mães.
Quanto aos convidados, acho que fizes-te bem, convidas que vos quer tem querido bem. Os pipizes vão adorar, já estou mesmo a ver...depois quero umas fotozitas, pode ser?
bjs amigos
Susana

Sem Desistir disse...

E...nada mais tenho a acrescentar.
És completa!!!
bjs

Ana disse...

Espero que o teu dia da mãe tenha sido... fantástico!

Quanto ao batizado... acho que cada um se guia nos convites pelo que pode!
Sou eu a madrinha do meu sobrinho, mas já tinha uma afilhada... Porque há melhores amigas daquelas que é como irmãs... já estivemos separadas por muitos milhares de kms... durante uns bons anos.
Falamos TODOS os dias, sabemos quase tudo uma da outra, as filhas dela são como se fossem minhas e ela vive a vida minha Leonor...
Ela vive no Porto e eu em Lisboa há 5 anos.
Há amizades que não se explicam!

Beijocas ENORMES :****

Clara disse...

Tens uma boa idéia de como fazer as coisas. Só queres, como eu, perto de ti quem te acolhe.

Vai tudo correr bem assim, só tem de correr bem.

Lita disse...

A saga de decidir quem convidar não é fácil! Como sabes ainda não tenho filhos mas, quando casamos foi qualquer coisa de stressante! Foi preciso muita diplomacia para não ferir susceptibilidades! Sobre tudo as da minha sogra!!
Mas, tratando-se de um baptizado acho que fazes bem em convidar quem está próximo e se preocupa! Os laços de sangue nem sempre são os mais fortes. Lá diz o ditado, os amigos, são a família que escolhemos!

Um beijinhos grande para ti e para os teus amores.
Lita

Grilinha disse...

Eu sou daquelas que a familia vamos construindo ao longo da vida...
Tenho um nucleo forte, mas toda a restante familia é afastada...

Eu já ganhei muito e novos amigos, que me preocupo com eles como se fossem irmãos. E para mim...são !

Por isso, acho que cada um deve convidar quem gostaria de ver por lá...e que gostaria de partilhar os momentos felizes da vida.

Uma beijoka

Anna72 disse...

Eu sou apologista dos baptizados intimistas :). Acho que deve ser um dia passado com aqueles que merecem e não com pessoas que não nos dizem nada e só se convidam porque fica bem.

Beijocas ;)