domingo, junho 25, 2006

Há dias assim...

Hoje, Domingo, dia de reflexão e de exacerbado orgulho nacional (Portugal ganhou à Holanda), algumas dúvidas existênciais, ocupam a minha mente:

  1. Porque será que a maioria da população portuguesa é constituída por pacóvios?
  2. Porque será que esses pacóvios decidem sair todos de casa ao Domingo?
  3. Porque será que esses pacóvios insistem, e sublinho a palavra insistem, em manifestar publicamente a sua pacovice, e obrigar os restantes transeuntes (não pacóvios presumidos) a levar com ela?
  4. Porque será que os pacóvios se reunem em bandos, nas bermas das estradas, a fazerem picnics temperados com pó e monóxido de carbono?
  5. Porque será que as bermas dessas estradas nunca mais ficam as mesmas depois da debandada dos ditos?
  6. Porque será que o primeiro fim de semana do Verão atraí resmas de pacóvios ao "seaside", que insistem em fazer praia, ainda que estejam a chover "canivetes"?
  7. Porque é que os pacóvios decidem ir todos de rádio para a praia, e insistem em ouvir os mesmos aos gritos, o que faz com que a música do pacóvio A, se misture com a do pacóvio B, e a deste com a do C, tornando impossível ouvir o que quer que seja (já não será suficientemente mau levar o rádio para a praia?)?

Em todo o caso, devo dizer que tenho andado a observar mais pormenorizadamente a evolução do pacóvio típico, e que já consegui notar alguma evolução, senão vejamos:

O pacóvio, está hoje mais atento aos problemas ambientais. Portanto, onde antigamente nas bermas das estradas se via lixo acumulado, das mais diversas estirpes, num raio de 5 Km, hoje constata-se que alguns (sublinhe-se a palavra alguns), estão a perder os bons costumes e já deixam ficar só um saco cheio de lixo no local dos seus picnics. É a preocupação ambiental que começa a preocupar os pacóvios da geração mais actual. Mas, é importante referir isto: Nunca o pacóvio deixa o local onde se refastelou juntamente com os seus, completamente limpo.

O pacóvio fala sempre muito alto, tem sempre medo que o seu interlocutor não ouça devidamente, e além de mais, é sempre importante que os demais partilhem da sua importante opinião sobre o estado do pais e do mundo. Mais que não seja, para que se saiba que o vinho custou 5 euros a garrafa ou que os seus filhos são filhos desta e daquela... Estes diálogos são sempre acompanhados do olhar em volta respectivo, para terem a certeza que TODA A GENTE ouviu.

O pacóvio ADORA andar muito devagar, e mais importante do que isso, adora andar devagar no eixo da via. Não vá outro pacóvio mais espertalhaço ter a oportunidade de o ultrapassar, o que fará com que ele tenha de acelerar para ultrapassar o outro pacóvio e assim sucessivamente. Porque um pacóvio é SEMPRE mais esperto do que os demais!

Os carros dos pacóvios são sempre mais limpos que os carros das outras pessoas, e estão sempre com um aspecto de quem acabou de sair do Stand (ou Stander em linguagem pacovita), são sempre modelos e marcas específicas (que não vou nomear por razões óbvias), e exibem sempre um estado de conservação magnífico, além de outras características que não vou enumerar.

Os coletes reflectores... Ah! São o gaúdio dos pacóvios!!! A essa fabulosa invenção da legislação portuguesa... Maravilha, pensem nos milhares de coletes reflectores pedurados nos bancos dos automóveis por esse país fora! Que belissimo objecto de decoração automóvel. Para não falar das bandeiras portuguesas que agora se misturam com os coletes reflectores, oferecendo um lauto repasto aos olhos dos não pacóvios presumidos. Isto, tudo fruto da grande evolução que os pacóvio têm tido nos últimos anos, porque até então os objectos de decoração mais comuns eram os "cãezinhos com a cabeça a abanar" e as almofadas de veludo.

Viva o Domingo! Arghh!

15 comentários:

Tiquinha disse...

eh lá esse domingo correu mesmo mal.... :)
Eu já desisti de sair de casa ao domingo, onde eu moro fazes ideia do que deve ser...... enfim
Até amanhã, que ainda estou com um nó no estomago depois daquele jogo!!!
beijo tica

Alexandra disse...

Pronto. Já te podes inscrever para escreveres umas crónicas em substituição do Manuel Ribeiro (entenda-se, na revista Notícias Magazine q sai ao domingo com o JN). É verdade, Portugal é isso tudo e também aqueles cromos q vão TODOS e repito MESMO TODOS passear para os mesmos locais, nem q para isso tenham q passar 2 horas parados em filas só para ir e outras tantas para voltar, etc etc etc...Viva os domingos em Portugal!!
Beijocas
Alexandra

Raquel disse...

Xi.... que mau humor :)
Bjs XL,
R

Lita disse...

Bolas amiga, este domingo deve de ter sido dose, hã???

Mas eu compreendo exactamente aquilo que estás a adizer, e ao ler o teu post vieram-me à cabeça duas ou três pessoas que vivem na rua dos meus pais e que se enquadram perfeitamente no perfil do pacóvio. Não se eu saiba dos hábitos deles de pic-nic, não faço ideia se os fazem e como os fazem, mas essa questão do carro mais limpo que os outros e a condução a meio da via??? E de só saírem aos domingo assenta-hes como uma luva.

Mas é a cultura portuguesa... quer se goste ou não!!!

Beijinhos,
Lita

Lita disse...

Ena, que descrição tão pormenorizada!
Deve ter corrido mesmo mal, o teu domingo!
Beijinhos

Tixa disse...

Sabes que conseguiste descrever o que penso todos os domingos? Ao domingo se tiver de sair de casa só se for de manhã porque à tarde andam todos por aí e é um desespero!
Bjs grandes

cris disse...

Gostei muito deste teu post. Só tu janelinhas.
Beijos grandes

Bacokinha disse...

Eh lá... Que boa disposição! Lollll

Felizmente não saí de casa ontem, senão acho que enfiava a carapuça! :))

Beijinho
Bacokinha

Norita disse...

Assim é Portugal.... muito bem descrito, acredita que eu já vi esse filme várias vezes e tenho a mesma ideia que tu, mas não o saberia descrever como tu o fizes-te... os meus parabéns pela descrição :) Eu costumo dizer que sou ao contrário dos outros, quando eu vou (entenda-se para qualquer lugar) normalmente já está tudo de regresso, pois eu não sou adepta a confusões e nem a multidões. :) Ahhh então e os pacóvios que a sua ideia de sair de casa ao domingo é enfiar-se num centro comercial, conheço muitos casos desses também.... Deus me livre.
Beijinhos

kitty disse...

Assino por baixo!
Brilhante!
Beijinho

a disse...

Eu moro ao pé da praia, ao pé da marginal de Cascais, onde quase todos os pacóvios vêm passar o domingo.
Para mim o domingo é sagrado: Não se pode sair de casa :)
Por acaso, e infelizmente, percebi-te muito bem...

Beijocas ENORMES

Sandra J. disse...

Adorei este post :))
Bjs e espero que já estejas de melhor humor!

piolha disse...

Lol... lol... já é o segundo post que hoje me leva às gargalhadas!!! lol
Xi de coração!!!

Bem Me Queres disse...

Espero que isso já esteja melhor :))))))
Bjs docinhos e bem humorados!
Cláudia

Clara Sonhadora disse...

Desde que eu esteja bem longe desses pacóvios, viva o domingo!!!!!