segunda-feira, novembro 09, 2009

Inverno

O frio veio para ficar, instalou-se entre nós sem pedir licença e já sabe bem o casaquinho comprido de fazenda e as camisolas quentinhas de gola alta. Confesso que não gosto nada do frio, só apetece estar metida dentro de casa, com o aquecimento ligado com enormes meias de lá e mantas polares sobre as pernas a ver "never ending" filmes na televisão.

E é assim que temos passado os fins de semana. A miudagem é que não acha muita piada ao esquema de ficar fechados entre quatro paredes, e cedo inventam mil e uma maneiras para me pôr de cabelo em pé. Lá brincamos a isto e aquilo, mas nestas idades o que eles precisam mesmo é de actividade, e qualquer brincadeira é precocemente descartada.

O passarinho louro lá foi novamente hoje à escola, depois de mais um interregno e 15 dias. Até já tenho medo de o deixar lá, e de o ter outra vez doente. A princesinha continua ranhosita e com tosse mas lá vai andando sempre bem disposta.

É certo que coração de mãe não se engana, e o meu não se enganou quando presumi que seria ela a que se adaptaria melhor à escolinha. Se numa primeira fase lhe custou imenso e não queria ficar. Hoje está como peixe na água e gosta imenso de ir e de lá estar. O passarinho pelo contrário, de inicio ficou melhor, mas depois deu parte fraca, e agora devido aos constantes interregnos (carregadinhos de maus vicios), custa-lhe bastante voltar a ficar, e ainda não se adaptou.

Ainda não falei cá da escolinha. É uma IPSS, da Santa Casa da Misericórdia, é nova, foi inaugurada em Setembro de 2008. Em termos de instalações é excelente, e principalmente em termos humanos é fantástica. A salinha tem 12 meninos 1 educadora e 2 auxiliares, acho que dentro dos parâmetros legais e funcionais estará dentro da normalidade.

Em termos pessoais acho a educadora e uma das auxiliares uns doces, a outra nem por isso. É uma equipa jovem, e por isso acho que as coisas funcionam bem.

É certo que não tenho experiência em escolas, mas sem dúvida nenhuma sei distinguir o bom do mau, e aquela que escolhi como escola para esta primeira fase dos meus filhos, é sem dúvida boa. No final de Outubro fizemos a segunda reunião de pais (a primeira tinha sido em Julho), e realmente fiquei muito bem impressionada com a apresentação que foi feita aos pais. O que me surpreendeu verdadeiramente é que alguns pais nem sequer vieram (quando me refiro a pais refiro-me obviamente ou ao pai ou à mãe, ou aos dois), a reunião foi feita fora do horário de expediente, portanto achei estranho...

Nessa reunião, vimos filmes e fotos dos nossos filhos no seu dia-a-dia (aquele que não compartilhamos com eles e eles são muito pequenos para nos transmitirem), vimos os trabalhinhos que fazem com eles, vimos os nossos filhos na hora das refeições. Sentamo-nos no chão nas almofadas onde eles se costumam sentar e lemos em voz alta um texto, como costumam fazer com eles.

Ali, foi-nos pedido que descessemos ao nível deles, que tivesemos tempo para eles, que tentassemos ser crianças como eles outra vez. Confesso que durante aqueles breves instantes, em que ali estivemos e que me voluntariei para ler o texto que nos foi entregue, as lágrimas teimaram em sair, porque reconheci que muitas vezes o tempo de qualidade que lhes proporciono não chega para o que eles precisam, e reconheci que é ali com estranhos que eles têm um mundo pequeno onde podem ser crianças.

Agora tenho entre mãos a tarefa de escolher uma pré para eles frequentarem no próximo ano lectivo, uma vez que este infantário só vai até à pré. Vou optar por uma escola pública, porque sou defensora das escolas públicas, e porque felizmente na minha área de residência temos à disposição numerosos estabelecimentos de ensino com muita qualidade, só tenho de escolher "a tal", a que melhor vai servir os interesses dos meus meninos.

Beijocas nossas

14 comentários:

Lebasiana disse...

deixaste-me com os olhos vidrados... será peso na consciência?! talvez!

que sorte tens, amiga, em teres aí escolas públicas de qualidade, sobretudo pré! Aqui... por estas bandas de cá... não me atrevo a colocar o Pedro nem numa pré, nem numa de 1º ciclo... o outros ciclos até arriscava em uma ou outra, mas entretanto muito irá mudar, certamente!

jinhos... ;')

R e L disse...

Já na pré??? Mas isso é para os três anos? Percebi bem???

Susana Pina disse...

Eu tenho que te dizer que cada vez te ademiro mais e que não paras de me surpreender.
É uma mãe incansável cuja vida recompensou tudo o que passas-te.
Os teus filhos estão certamente muito orgulhosos de te ter como mãe.
Adorei este post amiga.
Um bj cheio de carinho
Susana

Barriguita disse...

também fiquei de lágrimas nos olhos, porque me revejo em tudo o que dizes. quantas vezes trago trabalho para casa e o Pedro acaba por não ter a Mãe para ele... ou então estou com ele e deito-me às tantas, cansada. esta vida é uma M#$%&$!
mas depois temos os nossos filhotes. Não há nada melhor!

deve ter sido interessanta essa reunião da escolinha. O Pedro este ano também esta numa IPSS e se tudo correr bem, fica lá até ir para o 1º ciclo, numa escola pública. tal como tu, sou defensora do público (apesar de conhecer bem o privado).

para quando o jantar da Bimby??? Temos de combinar isso.

beijos

Lebasiana disse...

LOL

ainda bem que o mundo não acabou... lol...

NAO ME ACREDITO QUE SÓ PENSAVAS NO PAO! LOL

tenho uma maquina dessas... durante dois meses foi um espectaculo e fazia pao para toda a gente e de todos os tipos e era uma delicia acordar e sentir o cheirinho e... DEPOIS PASSOU A SER ADORNO... E DEPOIS FOI PARA A CAIXA... lol

jinhos

Nina disse...

Pois é, amiga, como a Ana disse e muito bem, nem calculas a sorte que tens por teres creches e infantários de qualidade aí. Nem imaginas o que corremos (eu e ela) para encontrar um sítio decente para o Diogo. Hoje, o que pago já ultrapassa a prestação da casa...mas o que posso fazer?
Contrariamente aos teus meninos, o Gui poderá lá ficar até à primária, sempre com a mesma educadora, que adora e que eu adoro. Depois, virá a escola primária e aí é que vai ser difícil, porque não terei condições para o ter numa privada e ainda num atl, pelo horário que certamente terei.
A Ana bem queria os dois pimpolhinhos na mesma escolinha. Nuca tiraria o Diogo, agora, do sítio onde está, a menos que não pudesse mesmo, mas sei bem o quão certa ela está, no que respeita ao colégio onde vai colocar o Pedro.
Vidas, não é? Há quem esteja pior!
Tal como tu, tb eu sou adepta do público...pelo menos a partir da primária ou do ciclo, mas viver sozinha implica reunir condições onde possa estar 10,11 e às vezes, mesmo que raramente, 12 horas por dia.
Vida de...
beijinho aos 4*2

Nina disse...

Têm sorte, sim, amiga!
O meu Gui acaba por também não ser dos menos sortudos. Até à data, contam-se as vezes que lá ficou mais do que 10/11 horas (lapso no que escrevi)...o que é muito, é certo, mas no primeiro ano, ficava, no máximo, até à hora do lanche. A maioria das vezes saía antes, ou depois do almoço ou depois do soninho.
Este ano, a escola trocou-me as voltas e com o horário de tarde, quando o pai não está, como está a acontecer esta semana, tem ficado das 9.30/10.00, até às 19.05/19.15.
Os avós têm boa vontade, mas só a avó conduz...nas ruelas que circundam o prédio.:)
Em contrapartida, quando o pai está (o que acontece a maioria das vezes), entra à hora habitual e sai antes ou depois do lanche...ou depois do almoço.
No início do ano, tinha remorsos de me saber em casa, como hoje, e ele lá...mas não tenho outra alternativa.
Poderia ir buscá-lo para o levar aos avós, que agradecem todas as vezes (e são muitas) que estão com ele, mas obrigava-me a fazer mais de 50 kms, a mentir-lhe, porque se lhe digo que venho para casa, é um arraial...a gastar dinheiro e tempo, quando sei que está bem.
Na semana passada, só foi 2ª,3ª e 4ª porque íamos para a aldeia e os avós e pai pediram-me que ficasse lá.
De facto, não é dos menos sortudos, não é? E, claro, não me posso esquecer que "só" entrou no infantário aos 18 meses.
O que gostava mesmo era de ter possibilidades para ter alguém que me fizesse as coisas de casa, mas sabes, amiga, penso tantas vezes nisso e chego à conclusão que há pequenos prazeres que quero dar ao meu filho. Trabalho pela noite dentro? Que se lixe! Já me habituei. Um dia destes, terei que tomar essa decisão...mas para já, enquanto as limpezas me relaxarem, não coloco ninguém cá em casa.
Esta semana é a primeira desde que entrou, em Setembro, que passa lá o meu dia livre até tão tarde, mas já o imaginaste aqui ao pé de mim?
Corrigi, desde ontem à noite, 6 turmas de testes (vim fazer as grelhas para os cotar). É impossível trabalhar nestas coisas com ele aqui. Quando o for buscar, arrumo tudo e só volto a pegar depois de adormecer.
Por outro lado, sinto que ainda tem sorte porque pode "correr" o país, ora para a aldeia, ora para a Caparica, ora para casa de amigas ou primas, o que lhe permite uma variedade de vivências que outras crianças não têm.
Acreditas que tenho uma colega que me disse que a filha nunca tinha ido a uma aldeia? É claro que já a convidei a ir connosco.
Enfim...Por cá, sinto apenas a necessidade de ter uma casa, em vez de um apartamento, mas sei que os tempos que passa aqui e fora daqui são de qualidade, e isso é o que importa, não é?
Este ano, como dizia há dias num post, não vou cair na asneira de nos deixar cair na solidão. Há tanta gente que gosta de nós, apesar de não termos um homem/pai que possa conversar com os elementos masculinos.
O nosso jantar está para breve! Não conto ir à aldeia tão cedo, por isso temos que combinar:)
Xi coração aos 4*2!
Bolas, que isto é um testamento!

Bárbara - Sol e Lua disse...

Eu tb tenho uma boa escola publica, até ao 5 ano, depois as que eram boas ja não estão tão boas.....enfimmm

Como te entendo com essas dos presnetes ás crianças,tb não gosto de os habituar mal e ja vão ter tanta coisa que mais e mais uiiiiiiiiiiiii......eu tb guardo e recivlo, isto é guardo presentes novos e depois renovo os presentes e guardo uns para que haja interesse apesar de achar que nem tenho muitos.....tb não tinha onde os guardar!!!!LOL

Beijocas

Lebasiana disse...

JOCAS!

Lebasiana disse...

miguita... :)

não é chá?! lol... habia de ser o quê?! binhanha?!

lol

quanto ao peso... eu ja estou no mesmo peso há mais de um mes... a oscilar entre os 54 e os 55... nao quero perder mais... quero manter! não quero aumentar, NEM PERDER, pk me iria ficar muito mal mesmo! NÃO TE PREOCUPES! a sério... estou a ser bem seguida! ;) ACHAS QUE ESTOU EM ESTADO DEPRESSIVO?! lol

quanto às mamocas... lol... já está mais do que falado com o zé... lol... agora só preciso que venha o tal ano! lol

adoro-te!

jocas

Nina disse...

Amiga, que tal almoço ajantarado dia 1, Cá em casa?:)
Xi gde 4*2

Nykita disse...

Pelo que li aki no teu cantinho, já vi que és uma mãmã fantástica e mto aplicada de gémeos.
desejo-vos tudo de bom e que sejam assim sempre mto felizes...
E qt ao inverno este ano estou adorar o inverno pois estou no choco e sabe mesmo bem...

beijinhos

Nykita disse...

olá sim os meus bébés são mai uns bébés made in coge.
Eu andei a ser seguida no Hospital de Santo António pela Drª Isabel uma excelente médica e na coge quem me fez a punção e a transferencia foi o Drº Barbosa tb adorei ele e toda a equipa.

um beijinho para voces

Lebasiana disse...

TUMBA!

TOMA LÁ DESAFIO! AI DE TI QUE NÃO O SIGAS À RISCA! LOL

JOCAS