terça-feira, novembro 14, 2006

A distância que vai...

Reacção da mãe de uma adolescente que chega a casa e lhe diz que está grávida:
- Oh filha onde estavas com a cabeça?
Resposta pronta da filha:
- No tablier do carro..

Esta anedota, aparentemente sem piada nenhuma, tem andado a pairar na minha cabeça nos últimos tempos, porque eu até nem estava com a cabeça no tablier do carro na hora H.

Hoje vim fazer um post melodramático, assim ao estilo do cinema mudo francês (ou do cinema falado, até porque a diferença é pouca), porque o meu estado de espirito é mesmo esse.

Este fim de semana, tive uma aterragem de emergência, no fundo foi o primeiro susto destas 18 semanas. Mas como e estado psicológico é tão periclitante, basta até um sopro para me fazer chorar "baba e ranho" e para eu começar a fazer logo a fazer filmes de terror.

De sexta para sábado tive uma intensa dor abdominal do lado direito da barrigota, o bom senso dizia-me que aquela dor por certo não seria nada com os Pipis, mas o a lado emocional sobrepõe-se a tudo nestas horas,e não nos deixa pensar. Depois de uma noite sem dormir, lá vai ela de malas aviadas para o hospital com o estomago embrulhado e o coração nas mãos.

Diagnóstico: Inconclusivo, os Pipis lá estavam quietinhos e bem com os coraçõezinhos a bater, estavam cheiinhos de fome, porque com a brincadeira toda a mãe não conseguiu comer nada... Tive direito a sermão e tudo.

Tratamento: Benuron, repouso e... Aguardar...

Domingo, alguns benurons depois: A dor cedeu, deu lugar a um pequeno caroço no fundo da barriga, do lado direito. Mais filme... Mas decidi aguardar até segunda feira (até o médico tem direito a descansar).

Segunda-feira, depois de um telefonema ao médico, ordem de marcha para a urgência para vermos o que se passava.

Diagnóstico: Pequena hérnia de esforço, que se piorar pode necessitar de cirurgia.
Tratamento: Poucos esforços, cinta "gigante" e aguardar... Sempre aguardar...

Ontem era dia de consultas de infertilidade lá no hospital, estavam lá uma quantidade de casais, aos quais reconheci aquele misto de resignação e esperança, que caracteriza todos os casais que andam nestas lides. Enquanto esperava, ao olhar para eles quis chorar; quis gritar-lhes bem alto, que fugissem, que saissem dali, enquanto ainda conseguem controlar os acontecimentos das suas vidas, quis dizer-lhes que o tão almejado positivo é só o primeiro passo para a loucura absoluta, e que aquilo que passam nos tratamentos não é nada comparado com o que vão passar depois do positivo.

A linha ténue entre a sanidade e a demência absoluta, o medo, o terror puro e duro, é a distância que vai entre o positivo e a conclusão de uma gravidez, principalmente se for gemelar. Olho agora para trás e vislumbro todo o percurso que fiz entre 4 de Agosto e hoje e sei que foi de sobressalto, de susto, e a determinada altura de puro medo.

Lembro da minha vida anterior a 26 de Junho e vejo, que apesar do "handicap" da minha vida, eu ainda conseguia rir, andava despreocupada. Hoje só quero procurar um refúgio para poder enfiar a minha cabeça. Daí a anedota da cabeça no tablier... A minha estava na marquesa.

Esta amigas é a distância que vai...

Beijos a todas

32 comentários:

cris disse...

Com o coração nas mãos até ao fim. Mas vai tudo correr bem amiga, acredita, e tenta ter calma, por dificil que seja, é o melhor para os lindões.
beijocas

Tiquinha disse...

Com o coração nas mãos e com a cabeça sabe as vezes deus onde... Não te peço o impossivel, mas quero que saibas que o "tome das cruizes" continua o voo ao teu lado!! Sempre que quiseres.
beijoca para os lindões!
xii grande pra ti

Mãe disse...

Sem querer de modo algum diminuir os seus receios... sabe, medo todas temos, basta saber que estamos grávidas, basta às vezes sonhar, com os nossos bébés, para passarmos a ter medo, para deixarmos de ser nós a comandar a nossa vida e passar a ser o instinto, o fazer o o que seja preciso para que corra tudo bem... e isso não depende necessariamente de termos tido a cabeça na marquesa, ou no tablier... ;)
(é isto ser mãe... get used to it...)

Alexandra disse...

Amiga,
Não sei o q te diga!! Eu ainda não consegui engravidar e faço parte desse grupo de casais q tu encontraste lá no Hospital na 2ª feira e sim, tb já ando aterrorizada com a ideia de uma gravidez...quanto mais com a ideia de ter q passar pelo tratamento em si.
Vive um dia de cada vez, com a esperança de q o destino já está traçado e q Deus sabe o q faz, apesar de às vezes questionarmos o porquê de certas coisas acontecerem, Ele sabe o q faz.
Um beijão
Alexandra

Nina disse...

Oh, minha querida!
Este teu post faz-me lembrar um meu, de há uns tempos atrás, quando a Susana perdeu os seus bebés e eu quis afastar-me daqui porque não concebia a minha alegria e o relato das aventuras do Diogo, perante a tristeza da Susana(que eu nem conheço).
Nessa altura, lembro-me de ter comentado um post teu, quando disseste que, para vós, os bebés eram de ouro e de te ter dado razão, porque me apercebia o quão injusta tinha sido ao ter dado a minha interpretação de mãe às tuas palavras.
Mais do que nunca, hoje eu sei que tens razão...os bebés são para todas as mães bebés de ouro, mas os vossos são meninos-jesus!
Eu acho que, perante tudo o que já vivi, ficaria louca se perdesse o Diogo, mas sei que é incomparável o que ambas sentiríamos numa situação idêntica. Eu fechar-me-ia para o mundo, por opção...tu acharias, provavelmente que o mundo se fecharia para ti!
Amiga, com isto tudo quero dizer-te que te admiro muito e que, apesar de não te conhecer, estou aqui ao teu lado para te apoiar e te dizer que este teu medo é compreensível!
És mãe de dois lindos Pipis. Tiveste agora este grande susto e vives em sobressalto desde Agosto, mas tudo vai passar e em Abril, talvez antes, terás os teus meninos aí contigo!
Acredita, querida!
Muitos, muitos beijinhos
P.S: desculpa o discurso pouco fluido, mas tenho gente a chegar:)

Gisela disse...

Vais ver que vai correr tudo bem.


Beijinhos

Lita disse...

Infelizmente nunca estive grávida, de maneira que não te posso aconselhar, como viver esta fase de medos e sobressaltos. Uma coisa posso dizer, daria tudo para passar para essa nova fase!
Compreendo os teus medos, alcançar o sonho e vê-lo desaparecer deve ser uma dor insuportável! Mas tenta viver um dia de cada vez, dizem que a gravidez passa num instante!
Espero que estejas melhor emocional e fisicamente.
Beijinhos grandes

Norita disse...

Bem minha querida, nem sei o que te diga. Como raio foi a hérnia aí aparecer!!!! Já sabes tens que fazer só o que o sr. doutor mandar, nada de esforços e muito, muito descanso. Embora nunca tenha estado grávida entendo bem a tua maneira de pensar, mas vais ver que daqui a uns meses já terás os teus pipis ao teu colo. Fico a torcer para que tudo corra normalmente daqui em diante e que não tenhas que fazer outra aterragem forçada, nesta tua viagem já tão atribulada, mas que chegará ao seu destino, estou certa disso.
Boa sorte, beijinhos grandes

zanita disse...

As melhoras...descansa muitoo.

Maria disse...

Esperança e coragem amiga, já não falta tudo! De certeza que todos os momentos de medo vão ser apagados no dia em que tiveres os teus pipis nos braços! :)

Beijocas grandes!

viviana disse...

passei por aqui para te deixar jokas fofas

amora disse...

Ai linda q susto ao ler este post. Compreendo-te perfeitamente e acho que tens toda a razão, apesar de eu querer muito passar por esse medo constante que ainda assim acho preferível ao sorriso vazio.
Desejo do fundo do coração que tudo corra bem contigo e com os teus pipis. Realmente uma gravidez gemelar não é fácil por isso mto mto descanso.

beijinho mto grande

Penélope disse...

Credo, mas tu não podes ficar assim durante a gravidez, isso faz-te mal a ti e aos ‘bebés!!!
Tb eu lutei contra a infertilidade (3 anos), tb eu tive direito a FIV, tb eu tive direito a gravidez espontânea, a aborto às 7 semanas e a nova gravidez espontânea. Fui à lua no dia em que descobri a gravidez, chorei de alegria quando ouvi o coração do bebé mas tb senti receio, receio do que poderia acontecer; aguardei pela amniocentese, pelo resultado e pelas 20 semanas com serenidade, não lancei foguetes, não fiz planos a longo prazo mas deixei (no meu corpo e na minha cabeça) que o bebé seguisse o seu normal desenvolvimento – resultou, às 21 semanas senti-me preparada para comprar o 1.º artigo de bebé!
Farás melhor se te concentrares em ti, se deixares de te guiar pela ‘bitola’ dos outros (outras gravidezes frustradas) e intuíres que tudo irá correr bem, que a tua gravidez chegará a seu termo e tu terás os teus bebés, são e salvos nas tuas mãos.
Bem sei que custa ‘apagar’ a preocupação das nossas cabeças mas estarás a meio caminho da felicidade se encarares a tua gravidez com serenidade, felicidade e confiança: acredita, tb nós somos merecedoras de tal alegria e tb nós vamos chorar quando tivermos os nossos bebés nos braços.
Um grande abraço,

neusa disse...

Eu sei bem o que é esse medo e agora ainda par no ar tanto que nem sei como explicar beijokas tudo de bom é o que te desejo para ti e para os pipis:)

Catarina Agostinho disse...

NORMAL, ESSE MEDO, MAS VAI TUDO CORRER SUPER BEM! BOA SORTE!
BEIJOKAS
CATARINA E JOÃO

Pi disse...

Sra. Dª Stardust,

Vamos ter q nos chatear???
Ai, ai, ai.

"Exijo" um post mais alegre, transportas na tua barriga duas preciosidades. Trata bem delas, dá-lhes descanso e vais ver q corre tudo bem.

Digo isto mas acredito que as emoções estejam à flor da pele.

Beijos grandes e as melhoras.

P.S. A super-cinta de ser super-sexy :-)

Clara Sonhadora disse...

Sempre com o credo na boca, é o que é.

Que carrocel, esta fase da vida.

Que tudo se componha com vocês!

Beijinhos

kitty disse...

Um dia de cada vez...
Vai correr tudo bem!
Beijinho

Sonia disse...

Minha querida ,
esses sustos são terríveis, muito mais ainda com gemeos e ainda por cima quando se luta tanto contra a infertilidade!

Mas sim,
o positivo é apenas uma etapa, o resto é tão dificil como chegar lá.
Eu custumo dizer que só vou descansar quando a tiver ao meu colo.

um beijinho enorme.

rute28 disse...

Concordo inteiramente contigo... não somos donos absolutos de rigorozamente de nada!!
Espero que descanses para não piorares a hérnia !!
As melhoras e muitos beijinhos aos 4!!!

Nina disse...

Estás melhor, querida?
Se precisares de alguma coisa, diz-me que eu vou ter ctg.
Beijinhos aos 3

Bernardina disse...

Nunca estive nessa situação mas acho que vou ser igual a ti e andar sempre apreensiva...
Descansa muito...segue as ordens do médico e vais ver que corre tudo bem!

Beujos grandes

Sonhamos Contigo disse...

E normal estares assim... eu nao passei pela tua situaçao, e estou smp com medo, imagino e compreendo perfeitamente cm te sentes...
Mas nao percas a esperança, e nao deixes k esse medo te tire o proveito do estado de graça em k te encontras...

As melhoras para a hernia!

Jinhos e optimo fim de semana

http://sonharealizar.blogspot.com

Bacokinha disse...

Hummmm... Eu não estou a conhecer a menina que administra este blog!
De certeza que me enganei.
Então Dona Stardust? Mas que é isso? Ai, que eu vou-me chatear! Ai vou, vou...
Minha querida, agora a sério. Entendo perfeitamente o que sentes, mas isso não vai resolver nada, pois não?
Bola prá frente, que vai tudo correr bem!

Um xiiiii grande para ti e um beijão nos teus filhotes.
Bacokinha

carla disse...

Olá minha querida.
Passei aqui só para te desejar um bom fim de semana.
Muitos, muitos beijinhos cheios de carinho,
Carla

Nina disse...

Fico mais descansada, minha querida!
Esse cinto, embora incómodo, vai fazer-te bem. Vai proteger-te das dores e impedir o aumento da hérnia:)
Esses bebés ainda vão crescer muito, por isso tens que andar bem.
Eu também ando com uma cinta gigantesca(não sei se é igual à tua). No início custava muito, agora já me habituei:)
Cá para nós, que sexys que nós estamos agora!lol
Uma beijoca bem doce para os 3
Tem um óptimo fim de semana,querida, e não hesites em pedir socorro,se precisares de um papagaio ao teu lado:)

Cegonha disse...

Amiga

A nossa sina é mesmo estarmos com a cabeça na marquesa, na hora H.

Mas que chegue depressa essa horas para quem ainda não alcançou as suas estrelinhas....

Bjs e bom fim de semana.

Bem Me Queres disse...

Amiga, revejo-me em cada palavra...
Toma bem conta de ti, ouviste?
Bjs doces

Rita disse...

Ui amiga, digo-te uma coisa: a preocupação ainda nem começou. Quando eles nascerem aí sim é que a tua vida vai dar uma reviravolta. Mas os aspectos positivos são tantos, mas tantos que mesmo que de vez em quando passem umas nuvens o sol está sempre a brilhar!!!
Beijos

Nina disse...

Vim trazer-vos um beijinho...estás bem, amiga?

carla disse...

Olá amiguinha,
Passei aqui só para te deixar um beijinho cheio de carinho e um grande e apertadinho xi-coração.
Espero que tenhas um bom fim de semana,
Carla

Alexandra disse...

Onde andas tu?? Está tudo bem?

Beijinhos
Alexandra